Pular para o conteúdo principal

Postagens

Destaques

sonoro epitáfio

No canto da sala
eu ensaio, mudo
um halo de sons
presos na garganta

então você surge
nota dissonante:
traz o pensamento

e faz do dia noite
do ar, esteira de deitar
a cama palco de encenar

aqui jaz um músico
que jamais compôs
que jamais te tocou
nem parou de sonhar.

Últimas postagens

t_URBI_lhão

Escrito no buzu - ou - viajando na história das línguas românicas

No buzu II - ou - curtas intervocálicas

T P M (Tendência a Murros e Pontapés)

cada macaco no seu galho...

cada coisa tem sua hora

O Capoeira (Oswald de Andrade)

Moça linda bem tratada (Mário de Andrade)

XXXII (Claudio Manoel da Costa)

VAIDADE (Florbela Espanca)